sexta-feira, 12 de junho de 2009

A vida é um slogan




"O tempo passa, o tempo voa" e eu vejo que "imagem não é nada", sei que "não é uma Brastemp", mas para mim você "desce macio e reanima" e é por isso, que eu "amo muito tudo isso".

"De mulher para mulher", fui notando que tudo ao seu lado "não tem comparação", uma "sensível diferença" é vista em cada minuto, é "emoção pra valer" e "um raro prazer" a todo instante, enfim é uma "energia que dá gosto". "É o que é", pois como diz o ditado "a primeira impressão é a que fica", lembro-me do seu "sorriso saudável, sorriso Colgate" e desde aquele momento noto que "alguma coisa a gente tem em comum".

"Fazendo sua vida mais doce", eu era "dedicação total a você". No entanto, aprendi com um tempo que "potência não é nada sem controle", "porque a vida é agora". Eu sei que "você conhece, você confia", mas como "é impossível comer um só" e "quem pede um, pede bis", passei a frequentar também casas de massagem, pois ´'é lá que a gente vai encontrar" "lugar de gente feliz".

Um amigo que me disse "dúvida por quê?""Dê férias para seus pés", "viva positivamente" e "venha para onde está o sabor". De fato, aquele lugar "te dá asas", é "mil e uma utilidades" e é uma salada, diria que é " a verdadeira maionese". "Só ele é assim" e o pior, é que "vale por um bifinho". O Brasil é "um país de todos" e por isso, todos deveriam saber que aquele lugar "faz do leite uma alegria" e "desce redondo".

"Ace todo branco fosse assim", ao ver uma rapariga sentada num banco, "que nem parece banco", eu disse: se "o bem e o mal convive dentro de você" eu não sei, só sei que vestida com "a meia da Loba", "desperta o Tigre em você" e "você faz maravilhas com Leite Moça", até "porque se sujar faz bem". Sem repudiar, continuei: "abra a boca, é Royal", "use e abuse de mim", pois tudo isso "não tem preço", é "gostoso e faz bem" e "refresca até pensamento!"

Embora seja a mais cobiçada da casa, aquela não é uma mulher legítima, pois "legítimas só Havaianas", "mas como bons momentos pedem um bom café", eu tive a "boa ideia" de sair com ela numa manhã ensolarada ("o sol na medida certa"), falei que ela tem "o caldo nobre da galinha azul" e que ao lado dela, minha emoção "dura mais, muito mais". Disse também que sempre que "der na telha reformar" "a gente se vê por aí".

Porém, como sou terrível, "terrível contra os insetos" não pude ir embora sem antes questionar se ela "vende mais por que fresquinha ou é fresquinha por que vende mais".

Doug Publiciotário
"Eu sou você amanhã"

Posfácio e não pôs fácil:

Em meio ao consumismo exagerado, nós não mais conseguimos enxergar até onde vai o poder da propaganda. Na tv, por exemplo, não sabemos mais se as propagandas estão nos intervalos dos programas ou se os programas estão nos intervalos das propagandas.

Com uma população alienada, que não se interessa por nada e que não entende a cultura, a publicidade se tornou seu único acesso à arte, porém, embora pareça, essa arte não é gratuita. Ela te faz sonhar em algo que nunca conseguirá realizar e, assim, traz a sensação de nunca estar satisfeito, fazendo-o gastar, gastar e gastar.

A propaganda te motiva a comprar coisas que você não precisa, com dinheiro que você não tem, para se sentir melhor que alguém que você nem conhece e para você ser aquilo que não é.

2 comentários:

Rogerio Lima disse...

a publicidade parece mentira, mas não é.... tudo milimetricamente calculado... não existe mais tevê independente, não existe mais cultura, não existe filmes, novelas, teatros, música... ou melhor... nada disso existe na tevê... Um pensamento que sai do prumo é rapidamente colocado no mesmo e podre poder... não é nada pessoal.. é a essência da coisa...

Fênix disse...

Texto muito bom, parabéns!
É um jeito muito honesto e sincero de esculachar a nossa profissão, que realmente se enquadra perfeitamente em cada comparação.