sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Rico x Pobre = Desigualdade

Esse texto não possui qualquer fundamento científico, filosófico, sociológico, médico ou psicológico.


Após o texto do peão (I e II), estava reparando que existem certas coisas que só combinam com pobres, assim como existem outras coisas que só combinam com ricos.


Não é uma comparação entre Daslu e Daspu, Reebook e Firula, Absolut e Moskowita, tampouco, entre Norteña e Kaiser, pois não tem nada a ver com marca.


Por exemplo, você já viu rico com caganeira e vomitando? E pobre com problema de coriza?


Mas com certeza viu pobre catarrento e rico com “infecção alimentar”. Até mesmo porque, pobre não pega infecção alimentar, pois já está acostumado a comer tranqueira diariamente - basta reparar o conteúdo de uma cesta básica.


Rico tem depressão e acha isso grave, mas pobre quando o tem, é frescura ou desculpa para não trabalhar.


Nunca vi um rico com problema de gases, acredito que isso se deve aos variáveis sinônimos que essa palavra tem. Até porque o rico pensa assim: “como sou eu que estou com gases, então posso apelidá-lo da maneira que quiser” e, dessa forma, para os gases se transformar em azia, indisposição ou cólica, basta dois peidinhos...ops, (desculpe)...dois pulinhos.


Rico não tem unha encravada, catarro, chulé e cera no ouvido, além disso, não tem sovaco, somente axila. Não suam, não cagam, não mijam e, dessa forma, é muito provável que também não gozam.


Pobre só conhece mau-hálito como “bafo de bode”, fora isso, não sabe o que é regurgitar, ter enxaqueca, má-digestão ou náusea. Se tiver mal estar acima do pescoço (sem contar os cearenses) é dor de cabeça, quando é abaixo do pescoço até a cintura, é gases e, quando é abaixo da cintura, é sinal que o “cabra” é brocha mesmo.


Falando em brocha, você já viu pobre com problema de ereção?


Além disso, pobre também não tem ejaculação precoce, ele simplesmente não agüenta o tranco e ponto final.


Talvez a única coisa em comum entre o rico e o pobre, é que ambos possuem mulheres que vão ao shopping de segunda a segunda, no entanto, uma é pra gastar e a outra pra trabalhar.


Fora isso, rico é enganado, o pobre é corno mesmo. Rico é homossexual e pobre é baitola. Rico comete equívoco, pobre só faz cagada. Rico come hot-dog, pobre cachorro-quente. Rico falece e o pobre morre. Rico fica despido, já o pobre só fica pelado.


Rico tem acne, pobre tem espinha. Rico tem machucado, já o pobre tem bereba. Rico vai ao consultório odontológico e o pobre ao dentista. Rico tem cachorra, pobre tem cadela. Rico é alcoólatra, pobre é cachaceiro. Rico é dependente químico, pobre é drogado.


Rico fala inverdade, pobre só mentira. Rico se casa, pobre se junta. Rico compra sandálias Havaiannas e o pobre, chinela de dedo. Rico vai à casa de massagem, pobre ao puteiro. Rico no jantar a luz de vela é romântico, pobre é falta de pagamento. Rico se masturba, pobre bate punheta.


Isso é que eu chamo de desigualdade social, se Karl Marx tivesse vivo, certamente haveria um adendo em seu Manifesto.


Doug Karl Marx da Silva

"De sunga e sem gravata"

Um comentário:

Daniel - Phdaemons disse...

kkk,
Muito bom.

É a pura verdade.

Rico é dejeto fecal, pobre é uma merda mesmo.