quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Quem policia a polícia?


Farei uma pausa no cômico, para dar uma breve pincelada no trágico.

Hoje, 11 de dezembro de 2008, vimos notícias extremamente revoltantes ao acessar os sites de notícias. O policial que matou aquele menino de 3 anos no Rio de Janeiro, que confundiu o carro da mãe do garoto com bandidos, foi absolvido em seu julgamento.

É inadmissível um negócio desse!

Além disso, o Cesar da Dragões acabou de falecer em decorrência ao um tiro dado em sua cabeça, por policial incompetente e despreparado. Embora a mídia esteja inventando um monte de coisa para justificar o injustificável, para quem não viu a covardia e quiser ver, acesse:


http://www1.folha.uol.com.br/folha/videocasts/ult10038u476569.shtml.

Meses atrás, enquanto a PM lançava bombas na polícia Civil com ordens do Serra, a menina Eloá era morta pelo Lindemberg, em meio à maior atração de reality show já vista na TV brasileira. Show televiso que acabou ganhando até mesmo do ônibus 174, já que até entrevista o seqüestrador deu e, além disso, teve o direito até da volta de uma refém, caso único no Mundo.

A maioria da população não vê que não há filhos de papais querendo ser policiais, pois os pais desses filhos já estão suficientemente protegidos pelo Estado. O problema está no filho do morador da favela, que não quer ser ladrão, então pela falta de educação e esperança dada pelo Estado, ele vira policial.

O bem intencionado rapaz que ingressa na carreira policial tem seu sonho demolido pela corrupção interna, pela falta de preparo e reconhecimento, além da falta de grana no bolso. Dessa forma, ele enxerga possibilidades antes não vistas para seu ganha pão e, conseqüentemente, vira mais um corrupto de nossa população.

A polícia está cada vez pior, aliás, esse é o ano que simboliza seu fracasso. Uma instituição falida, corrupta, composta por alienados, fantoches do Estado, que matam e morrem em prol da elite brasileira e, que em troca, recebem alguns trocados.

Hoje a população se sente mais tranqüila sendo assaltada, do que parada numa blitz. Por esses e outros motivos que, em minha opinião, ser policial é ser condecorado com um certificado de sua própria ignorância.


Doug Indignado
"De luto por um são paulino e por milhares de brasileiros"

Um comentário:

Daniel - Phdaemons disse...

Perfeito brother...
Não tem o que acrescentar.

A polícia que na sua imensa maioria vem do povão e deveria nos proteger, monta em nós para proteger aqueles que sempre pisaram no povo.

E o pobre largado pelas autoridades, estado e polícia....