sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Amigo Mala

Estudos feitos por cientistas de Massachusetts apontam que o ciclo de vida do homem foi alterado nos últimos anos e a partir de agora, as crianças aprenderão na escola o seguinte: o ser humano nasce, cresce, se reproduz, arruma um amigo mala e morre.

Não tem jeito, ter um amigo mala é ainda mais normal que chorar ao nascer, perder um dente de leite, ter espinha na adolescência ou ser corno na fase adulta. Faz parte da vida, está escrito na Bíblia, eu acho, se não estiver é que meu amigo mala me enganou.

O amigo mala é aquele que aparece sempre nos piores momentos, você está transando, ele liga. Você está assistindo o jogo do seu time, ele liga. Você vai começar a comer, ele liga. Você está quase dormindo, o fdp liga. Quando não satisfeito, ele ainda aparece no seu sonho!

Vai ser chato assim na casa do cara...

Ele sempre chega sem ser convidado, de preferência na hora do almoço, faz piadas sem graça e ainda morre de rir, conta sempre as mesmas histórias, se acha íntimo de todo mundo, põe o pé no seu sofá, troca de canal e toma cerveja no seu copo.

No bar nunca paga uma cerveja e ainda saí carregado (por você), atravessa o xaveco de todo mundo, sempre está de carona, nunca colabora com o estacionamento, define o horário que todos devem ir embora, fuma o cigarro dos outros e ainda arruma confusão.

No aniversário sempre faz questão aparecer na foto ao lado do aniversariante (fazendo chifrinho nele), além disso, arranha as bexigas para fazer aquele barulho irritante e, claro, é sempre o cara que grita: "e pro Fulano nada" e "então como é que é".

Independentemente de ser criança, velho, conhecido dele ou não, o mala nunca deixar de berrar no aniversário: "é pica, é pica, é rola, é rola, é rola" e, sempre, mas sempre mesmo, finaliza "com quem será, com quem será".

Puta que pariu!

Aliás, a puta que o pariu é a maior culpada, portanto ela que devia lhe aguentar, mas provavelmente a parideira também seja uma mala, então fica falando: por que você não vai visitar seus amigos?

Vai visitar o capeta...

O mala man é aquele que sempre faz a piada de quem senta na ponta da mesa é quem paga a conta. No almoço de domingo em família, ao chegar a sobremesa, ele sempre solta a piada horrível: "é pavê ou pra comer" e quando alguma coisa cai e quebra, ele diz aos berros "caiu um lenço".

Ele também é aquele que na fila do banco fala no Nextel com o volume no máximo, é o mesmo que põe música alta dentro de um ambiente público, que pergunta se você cortou o cabelo, que diz que você está limpando o salão quando dá uma cutucada no nariz, que sempre fala "não assopra não que eu como quente" quando você peida, que conta mentira até não poder mais e, o pior, que acha que você acredita.

No churrasco quando leva alguma coisa além de seu vasto apetite, é sal grosso ou um mísero saco de carvão, sempre dá palpite de como acender a churrasqueira, mas nunca faz nada. Opina em como temperar as carnes, em como colocá-las no espeto, contudo, pra variar, não faz nada, nem mesmo disfarça sujando a mão.


Ele é do tipo que leva Kaiser quente e bebe Norteña gelada, que suja o chão derrubando cerveja, farofa e gordura, pois afinal o churrasco nunca é na casa dele e sempre ele vai embora antes do pessoal arrumar a bagunça.


Para chamar a atenção, esse indivíduo adora ir vagarosamente por trás dos meninos e puxar os pêlos da perna ou dar um peteleco na orelha, também é aquele que dança mal pra caramba e acha que está arrasando.


Ele nunca está acompanhado de uma garota (pois nenhuma agüenta), tem costume de mexer nos celulares dos amigos e nas bolsas das amigas e, é sempre o que pula na piscina em dia de frio e fica falando que a água está quentinha, só pra não ficar sem graça e tentar convencer alguém a pular.


Na internet, o amigo mala normalmente é o que mais tem "amigos" adicionados no orkut, que possui comunidades como "Fala mal, mas paga um pau". É o que manda e-mails do tipo "Não quebre essa corrente", "A Erickson está dando num sei o que" ou "Não deixe essa luz apagar".

É o que fica filosofando cornisticamente no espaço do msn, com frases do tipo "queria amá-la, amá-la como ninguém, mas não posso amá-la, porque a mala esqueci no trem", "meu amor por ti é grande...vai pra puta que o pariu", "passei em Cubatão, passei batom no cú", "pirão de peixe não se come com farinha, o galo perdeu a pica no tabaco da galinha", ou seja, essas coisas de quem é feliz, ditoso e venturoso.

Como diz no provérbio que é melhor se prevenir do que se emputecer, minha sugestão é para você evitar contatos com pessoas que tenham indícios de serem malas. Exclua do orkut, do msn, do futebol de domingo e do grupo de faculdade.


Se os cientistas de Massachusetts estão certos eu não sei, entretanto há uma prova cabal para você começar a se prevenir que é nossa oração cotidiana, a qual diz “não nos deixar cair em tentação, mas livrai-nos do Mala-Man”.


Enfim, faça igual a mim e tome uma atitude! Falando nisso, queria lhe dizer que te exclui de meus contatos.

Doug Maludo
"Qualquer semelhança é mera coincidência”

Um comentário:

Renata Ribeiro! disse...

hahuahuahuah
adorei Douglitassssssssss
só vc mesmo viuuuuuu!
bjos queridoooooooo
saudades